Thursday, February 27, 2014

Tia

Porta aberta, o sol entra pela fresta deixada de proposito. O sol é ameno, já foi muito mais intenso, dias atrás. Intercalam-se sombra e sol, nesse cômodo da casa, tudo deixa marcas. Formam-se desenhos no chão da sala, em parte da cozinha. Sobretudo na sala. Interessante como em tudo se pode notar movimentos, cores e formas, difusas ou não, as formas sempre estarão preenchendo os espaços. Mesmo atento, muito se perde através da pupila dos olhos, os ângulos observados, esses, deixamos de perceber. Não podemos dar conta da percepção total, porque então haveríamos de dar conta da finitude da vida? Ele.