Thursday, September 25, 2014

Eu

O individualismo já triunfante, precoce e inato, em uma sociedade caqueticamente dita pseudo/pós-moderna, uma forma tardia em explicar o fracasso da modernidade em sua amplitude. Ambivalência, assimetria, somos aquém de qualquer possibilidade de perfeição estagnante. E há quem diga necessitar de adversários, em detrimento de reconhecimento e/ou desafio. Pseudointelectualidade adorável, como me cativas... Salve nossas contradições e a coragem de enfrentá-las. Em suma: querem fazer eco e muita ressonância, mas o som é sempre mono e abafado... Educação privada deve ser uma opção,não uma necessidade. 

 Eu.