Monday, August 09, 2010

Torpor

A "Brutalidade" de um novo poema ainda não regurgitado vem-me, aliado ao torpor de palavras descritas no âmago.
Hoje mais que ontem.
Esvaindo-se inconscientemente pela fresta dos meus lábios.


Eu.

1 comment:

Marcos Oliveira said...

gostei dessa agressividade nas palavras...igual ao titulo.
Bom te ler!